Operação apura tráfico de drogas coordenado por presos da unidade prisional em Cáceres

Seis mandados de busca e apreensão domiciliar foram cumpridos na quarta-feira (17.02), durante a Operação “Stuck”, deflagrada pela Polícia Civil, através da Delegacia Especial de Fronteira (Defron), em Cáceres (228 km a oeste de Cuiabá) para apurar tráfico de drogas coordenado de dentro da unidade prisional do município.

A ação tem o objetivo de avançar nas investigações realizadas pela Defron contra suspeitos de integrar uma organização criminosa envolvida com tráfico de drogas e associação para o tráfico, que agia de dentro da Cadeia Pública de Cáceres. Entre as pessoas identificadas, estão mulheres que mantinham relacionamento com presos e realizavam o tráfico de drogas a mando dos companheiros.

A investigação teve início no final do ano de 2019 e no decorrer da apuração também contou com apoio do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e Polícia Militar de Goiás. Ao término do inquérito policial, quatro pessoas foram presas pelo crime de tráfico de drogas e 12 foram indiciadas pelos crimes de associação para o tráfico, totalizando aproximadamente 12 quilos de entorpecentes no decorrer da operação.

Os trabalhos investigativos foram concentrados dentro da Cadeia Pública de Cáceres, sendo identificados alguns detentos que, apesar de segregados, praticavam de forma reiterada a traficância.

Durante as investigações ficou comprovado que os presos utilizam aparelhos celulares, clandestinamente, mantendo contato com parentes e comparsas. Os detentos também contariam com apoio de outros integrantes da organização criminosa (grande parte companheiras dos presos) que atuavam do lado de fora da cadeia.

De acordo com a delegada responsável pelas investigações, Cinthia da Rocha Cupido, os presos instruíam suas companheiras como deveriam agir para ingressar com a droga no presídio, durante a entrada para as visitas. “As companheiras eram instruídas como burlar a fiscalização na entrada da unidade prisional e como deveriam agir quanto à distribuição de drogas nos bairros de Cáceres, repassando para revendedores. E ainda orientavam quanto aos devedores para possíveis cobranças”, informou a delegada.

Investigação

Durante as diligências da operação, a esposa de um dos detentos foi presa em flagrante na cidade de Catalão (GO), quando viajava de ônibus transportando 10 quilos de pasta base de cocaína. Outra mulher, moradora de Cáceres, também identificada como integrante do grupo, cooptava jovens para realizar viagens transportando drogas a outros estados do país, principalmente na região Nordeste.

A esposa de outro detento também foi presa com maconha, quando ingressava na cadeia para visitar o marido. A droga seria pra abastecer o comércio que o companheiro mantinha dentro da unidade prisional.

As buscas foram cumpridas com apoio de equipes da Polícia Penal, 1ª Delegacia de Polícia e Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres e Agência Regional de Inteligência do 6º Comando Regional da Polícia Militar.

O nome da operação “Stuck”, que significa “preso” em inglês, foi escolhido em razão da condição dos suspeitos que tiveram a participação identificada nas investigações.

 

Fonte: PJC MT

Comentários estão fechados.