Bahia vence o Corinthians em jogo atrasado

O Bahia venceu o Corinthians por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, na Itaipava Arena Fonte Nova, em Salvador, em jogo atrasado da 30ª rodada do Brasileirão, e deu um importante passo na luta contra o rebaixamento ao deixar o Z-4. Gilberto e Ramírez fizeram os gols do Tricolor, Gabriel diminuiu para o Timão. A equipe de Vagner Mancini, aliás, com três derrotas nos últimos quatro jogos, vê o sonho de buscar uma vaga na Libertadores da América de 2021 cada vez mais distante (para essa partida, o técnico teve o desfalque de 10 jogadores que testaram positivo para Covid-19, não viajaram e depois, com o time já em Salvador, tiveram novo exame, só que negativo). O time alvinegro até foi superior em vários momentos do jogo, mas sofreu gols em momentos de eficiência do Bahia e não conseguiu reagir.

Com a vitória, o Bahia foi a 35 pontos, ultrapassou o Fortaleza nos critérios de desempate e deixou a zona do rebaixamento. O Corinthians, estacionado nos 45 pontos, segue em nono, a sete pontos do G-6.

O jogo começou morno, picado por faltas e pela demora na comunicação do árbitro Ricardo Marques Ribeiro com o VAR – mesmo sem nenhuma consulta ao monitor. Mas, aos poucos, o Corinthians foi ditando o ritmo da partida. Aos 20 minutos, Gustavo Mosquito teve ótima oportunidade, após lançamento de Cantillo e passe de cabeça de Jô, mas chutou para fora. Oito minutos depois, Douglas se agigantou na frente de Jô e evitou o primeiro gol. Os visitantes dominavam, mas foram os donos da casa que abriram o placar, na primeira finalização no jogo. Rossi cobrou falta da direita, Cássio tirou de soco e, na sobra, Ronaldo chutou cruzado. A bola sobrou para Gilberto, que desviou de cabeça para o fundo das redes. Em desvantagem, o Timão tentou pressionar e chegou a ter um gol anulado, por impedimento de Araos, mas acabou indo para o intervalo com um prejuízo ainda maior. Aos 48, após um passe errado de Fábio Santos, que Bruno Méndez não conseguiu dominar, o Bahia puxou contra-ataque com Thiago. Ele serviu Índio Ramírez, que deixou Gil e Fábio Santos no chão e chutou por baixo de Cássio.

 

Comentários estão fechados.