“Gisela tem que vir ao MDB como soldada, não com exigência”, diz Francisco Faiad

O advogado Francisco Faiad, militante do partido MDB e ex-presidente da sigla em Cuiabá, descarta saída do prefeito Emanuel Pinheiro do partido. Nos últimos meses as desavenças internas entre os filiados ficaram ainda mais notória. Mesmo sendo cogitado que Pinheiro deixasse o partido por conta dessas diferenças, Faiad pondera que os problemas estão sendo superados e permanência do prefeito da capital no MDB é certa.

Um convite para a vinda da superintendente do Procon, Gisela Simona (PROS), também é trabalhado. Mas Faiad assegura que Gisela só vem para o MDB se aceitar apoiar Emanuel. “Será bom ter ela no quadro. Mas Gisela tem que vir como soldada, não com exigência. Se depender da saída do Emanuel, ela não entra”, assegura.

Os conflitos entre Gisela e Emanuel ficaram mais forte na campanha eleitoral, os dois concorreram ao cargo da Prefeitura. Opositora de Emanuel, vencida no primeiro turno, Gisela chegou a unir no segundo turno ao adversário com quem teve atritos ainda maiores, Abílio Júnior (Podemos).

Comentários estão fechados.