Fonoaudióloga Samia Ribeiro orienta sobre casos de surdez súbita

A surdez súbita é a perda repentina da audição ou a piora de uma alteração auditiva já existente em uma pessoa. Segundo a fonoaudióloga da empresa cuiabana Audax Aparelhos Auditivos, Samia Ribeiro, sua ocorrência é maior em pessoas com mais de 40 anos e pode acontecer em apenas um dos ouvidos ou em ambos.
Em média, 70% dos casos apresentam, como principais sintomas, os zumbidos que podem persistir por um longo período, e 30%, as vertigens, que geralmente reduzem com o tempo. A idade também é um fator preponderante para a melhora do paciente. Quanto mais jovem, maior a possibilidade de uma recuperação completa da audição.
De acordo com Samia, quando o paciente percebe que está com essa surdez repentinamente, ele deverá buscar um médico otorrino, onde é feito é feito um exame clínico, seguido de audiometria. Confirmado o diagnóstico de surdez súbita, podem ser prescritos medicamentos corticoides, anti-inflamatórios ou vasodilatadores para tratar o problema. Estima-se que um terço dos pacientes tenham alguma melhora.

“Em alguns casos o remédio acaba não conseguindo ter o melhor resultado com o paciente então o uso de aparelho auditivo pode ser encaminhado pelo médico otorrino. Hoje temos modelos de aparelhos discretos e modernos, que garantem maior qualidade de vida e inserção social para o paciente que usa”, disse a fonoaudióloga, especialista em aparelhos auditivos.

Comentários estão fechados.