Emanuelzinho planeja estender horário das creches

O candidato a prefeito de Várzea Grande Emanuelzinho (PTB) assinou na noite de quarta-feira (21), uma carta de compromisso com o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep) na qual firma a responsabilidade com políticas públicas para a educação.

O documento contém propostas para a garantia de financiamento do ensino público na rede municipal, valorização dos profissionais da educação com a valorização salarial, política de prevenção e tratamento a saúde dos profissionais em educação, transporte e alimentação e cumprimento das metas do plano municipal para educação.

Emanuelzinho ainda apresentou por 15 minutos suas propostas para educação aos técnicos e professores da rede pública.

O único candidato ausente foi Kalil Baracat (DEM). O evento organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep) ocorreu na Escola Estadual Licínio Monteiro.

Durante a explanação, Emanuelzinho criticou a falta de transparência da atual administração de Várzea Grande em disponibilizar dados financeiros da educação. “Os últimos dados são de 2018, o que impede saber o que a movimentação financeira dos recursos da educação é realmente capaz de atender aos estudantes mais carentes”, disse.

Emanuelzinho ainda ressaltou a possibilidade de estender o horário de funcionamento das creches e CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) para atender as mães dos estudantes da rede pública. “Nós estaremos vivendo em um cenário de recuperação da economia onde muitas mães trabalham acima das 19h. Essa já é uma realidade em Cuiabá e pode ser perfeitamente discutida e implantada em Várzea Grande”.

Por fim, Emanuelzinho lembrou que esteve presente na Câmara dos Deputados na discussão do Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica).Por isso, manifestou-se favorável que Várzea Grande adote uma linha de investimentos crescentes e alcançe até 30% do orçamento anual.

O fundo administrado pelo governo federal financia o funcionamento de creches ao ensino médio de todo país com o prazo de validade até 31 dezembro deste ano.

Emanuelzinho defendeu o aperfeiçoamento dos investimentos para que um melhor resultado das políticas públicas em educação seja alcançado.

“Queremos manter uma linha de investimento crescente que permita até 30% do orçamento em educação. Mas , o prefeito precisa manter diálogo com a base formada pelos sindicatos e professores para identificar as demandas e o dinheiro público atender a quem realmente precisa”.

 

Comentários estão fechados.