“Kalil não é um aventureiro que quer se beneficiar do erário”

O senador Jayme Campos (DEM) aproveitou o discurso durante o lançamento da candidatura do candidato da situação em Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), para disparar acusações contra os dois principais adversários do emedebista no pleito, o deputado federal Emanuelzinho (PTB) e o empresário Flávio Frical (PSB).

Sem citar nomes, Jayme afirmou que, ao contrário dos outros, Kalil não é um “aventureiro” que irá se aproveitar do cargo para “tirar proveito do erário” e relembrou a trajetória política do apoiado, citando o pai e a avó do emedebista, a ex-prefeita Sarita Baracat e o ex-deputado estadual Nico Baracat.

Eu sei do compromisso que ele tem com a nossa cidade. Não é nenhum aventureiro que vem aqui, muitas vezes, para ser candidato, para tirar proveito do erário público ou pra usurpar da boa vontade e da humildade do povo várzea-grandense”, disse.

“Não é um candidato que pratica fraude e muito menos estelionato. É um candidato, por si só já fala, pela história da sua família”, completou.

O democrata ainda mandou um alerta aos eleitores, afirmando que “quem vota errado, paga caro por quatro anos” e que os eleitores não devem vender seu voto, voltando a cutucar os adversários.

“Nós vamos vencer a eleição. Não adianta trazer montanha de dinheiro. Tem candidato que está prometendo até R$ 50 mil para cabo eleitoral. Não vamos aceitar, não vamos nos vender. Várzea Grande quer ver pessoas que têm compromisso”, afirmou.

Aliança histórica

Durante o discurso, Jayme citou a surpresa que muitos manifestaram ao saber da escolha da gestão atual, sob sua esposa, Lucimar Campos (DEM), em apoiar Kalil e relembrou a rivalidade histórica que existia entre as duas famílias no Município.

Ele defendeu, porém, que a escolha dos Campos pelo emedebista não se deu de forma “impensada”.

“[Estamos do mesmo lado] pensando no bem comum da nossa cidade, na nossa população, pensando que Várzea Grande tivesse um candidato que representasse a continuidade ao trabalho da prefeita Lucimar”, afirmou.

“O Kalil é um moço de boa índole. Talvez não tão maduro o suficiente, mas o tempo é professor. Vai ser um prefeito exemplo de Várzea Grande, porque tem boa formação, tem com certeza o amor por nossa cidade”, completou.

Comentários estão fechados.