Fávaro garante que Buzetti continua na 1ª suplência e negocia com DEM e MDB

Margareth Buzetti e Carlos F�varo
senador Carlos Fávaro ao lado de Margareth Buzetti durante entrevista coletiva na convenção realizada em março, que acabou sendo anulada

A1ª suplência na chapa do senador Carlos Fávaro (PSD), que disputará a continuidade do mandato na eleição suplementar marcada para 15 de novembro, está sendo cobiçada por diversos partidos. No entanto, o social-democrata garante que a vaga permanecerá com empresária Margareth Buzetti (PP), apesar de o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso, ter anulado a convenção realizada em março, quando adiou o pleito, por conta da pandemia da Covid-19.

“Qualquer mudança depende do aval dos progressistas, que são nossos companheiros de primeira hora. Todas as decisões são tomadas em conjunto e sem o aval deles, nada muda”, garante Fávaro.

 apurou que nos últimos dias Fávaro tem mantido intensas conversações com partidos. O objetivo é ampliar o apoio para a disputa ao Senado. Já conversou com o DEM do governador Mauro Mendes, que recuou da pré-candidatura de Júlio Campos, e com o MDB, que faz parte da aliança que sustenta o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) como pré-candidato à senatória.

No momento, Fávaro dispõe da 2ª suplência, ocupada pelo médico e vereador por Rondonópolis Hélio Pichioni, que é do PSD, para oferecer aos aliados. Por isso, a adesão tanto do DEM quanto do MDB dependeria de uma verdadeira engenharia política por parte dos social-democratas.

No DEM, o governador está inclinado a apoiar Fávaro, enquanto Júlio e seu irmão, o senador Jayme Campos, estão fechados com o ex-deputado federal Nilson Leitão, inclusive com a proposta do pré-candidato que recuou ocupar a 1ª suplência do tucano. Mas foram Os Campos que conversaram com Fávaro e as decisões podem ser tomadas até o encerramento das convenções partidárias, em 16 de setembro.

Já o MDB  está exigindo a 1ª suplência de Pivetta, que é ocupada por Adilton Sachetti (Republicanos), para indicar a ex-deputada Teté Bezerra. Caso Fávaro ceda o posto para a emedebista, nada impede que a sigla comandada pelo deputado federal Carlos Bezerra (MDB) “vire a casaca” e passe a apoiar a reeleição do senador tampão.

Nesta semana, Fávaro tomou café com Roberto França, que pretende disputar um terceiro mandato na Prefeitura da Capital pelo Patriota. Em tese, França apoia a Coronel Fernanda (Patriota) ao Senado, mas o diálogo em reservado aconteceu.

Vereadores

Nesta semana, os vereadores petebistas de Cuiabá, Misael Galvão e Adevair Cabral, fecharam com Fávaro. Misael, que preside a Câmara Municipal, chegou a ensaiar apoio a Pivetta, mas declinou após consultar o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

 

 

 

Fonte: https://www.rdnews.com.br/eleicoes-2020/favaro-garante-que-buzetti-continua-na-1-suplencia-e-negocia-com-dem-e-mdb/132184

Comentários estão fechados.