Politec informa que laudo nao condiz com tiro de 40 cm de distancia

Por meio de nota, a Politec informou que não consta no laudo enviado ao delegado Wagner Bassi que o disparo que matou a adolescente Isabelle Guimarães Ramos, 14 anos, tenha ocorrido a 40 centímetros de distância. Segundo a Politec, “exames ainda estão em andamento”.

A conclusão do laudo é considerada fundamental para desvendar a morte da adolescente. A família da menor apontada como autora do disparo alega que o tiro ocorreu de forma acidental, após ela pegar a pistola que havia caído do case onde estava armazenada.

Íntegra da nota:

Diante de notícias veiculadas pela imprensa sobre informações de laudos periciais referente ao caso “Isabele Ramos”, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) esclarece que a informação divulgada acerca da distância de disparo – 30cm a 40cm – não se encontra no Laudo de Medicina Legal, sendo objeto de análise da Gerência de Perícias de Balística e Perícias de Mortes Violentas.  Exames ainda estão em andamento.

A Politec informa que, na manhã desta quarta-feira (22.07), o diretor metropolitano de Medicina Legal, Eduardo Andraus Filho, entregou em mãos o Laudo Pericial de Necropsia da adolescente ao Delegado Titular da Delegacia Especializada do Adolescente, Wagner Bassi.

 

Comentários estão fechados.