Deputado tenta viabilizar candidatura pela oposição e critica Zé do Pátio: “Tem errado muito, só faz trapalhada”

O tabuleiro político-eleitoral na terceira maior cidade de Mato Grosso, Rondonópolis, dona do segundo maior PIB (Produto Interno Bruto) do Estado, com uma população de aproximadamente 240 mil habitantes, e 152 mil eleitores, começa a se desenhar com as articulações para uma candidatura forte de oposição ao prefeito José Carlos do Pátio (Solidariedade), que ainda não declarou se vai tentar a reeleição.

“Temos várias pré-candidaturas na oposição. Neste momento estamos trabalhando em reta final para a unificação de um nome. Aqui o entendimento é unificar um nome”, afirma o deputado estadual Thiago Silva (MDB), líder do partido em Rondonópolis e pré-candidato à sucessão do prefeito Zé do Pátio.

“A insatisfação da população com o atual prefeito é muito grande. Ele tem errado muito. Nós vamos buscar uma candidatura de consenso no grupo de oposição. Oito partidos, entre eles o PDT, PSDB, DEM, MDB, Podemos e PRTB, Pros, querem uma atuação igualitária para os mais humildes e o empresariado, enfim, para toda a população”.

“Rondonópolis tem perdido muito. Tem perdido muitas indústrias por conta do fato de a atual gestão manter uma política de enfrentamento com a classe empresarial. Nós buscamos uma gestão que converse com todos. A atual gestão está mais preocupada com o enfrentamento. Vamos construir uma Rondonópolis para todos”, diz Thiago Silva que se reelegeu vereador nas eleições de 2016, com 3.264 votos, a maior daquele pleito na cidade, e elegeu-se deputado estadual em 2018, com 19.339 votos.

“Se não fosse o Governo do Estado, a cidade não teria uma UTI sequer para pacientes do Covid. Foram quase R$ 30 milhões destinados para a cidade e o prefeito não abriu uma UTI sequer. É uma gestão que só faz trapalhadas”, afirma o emedebista.

O deputado, que é filho de Rondonópolis, tem sonho em administrar a cidade confirma que nas pesquisas quantitativas e qualitativas do grupo de oposição ao prefeito, de consumo interno, feitas até o momento, aparece empatado, em primeiro lugar, com o prefeito Zé do Pátio que, conforme comentários, estaria disposto a jogar a toalha e recuar da disputa de reeleição. “Depois do meu nome, que vem empatado com o do prefeito, vem o Luisão”, afirma.

O parlamentar observa que além do seu nome, o grupo de oposição também tem como pré-candidatos o empresário Luiz Fernando de Carvalho (Pros), o Luisão, e o ex-vereador Ibrahim Zaher (PSB). Para a disputa proporcional, da Câmara de Vereadores, a expectativa do deputado, que preside o MDB do deputado federal Carlos Bezerra, na cidade, a expectativa é fazer cinco vereadores. Atualmente, o partido tem três cadeiras no Legislativo, ocupadas pelos vereadores Cláudio da Farmácia, Adonir Fernandes e Fábio Cardoso.

 

Comentários estão fechados.