Prefeito vai distribuir Ivermectina e diz que kit com cloroquina está salvando a população

ReporterMT

O prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz (PSDB) providenciou a compra de 100 mil caixas de Ivermectina para distribuir para a população, como opção de tratamento preventivo contra o coronavírus. O gestor também apontou como sucesso o tratamento precoce que está sendo aplicado com uso de cloroquina a pacientes na cidade.

Cáceres está fazendo licitação junto a um laboratório de Goiás para receber o medicamento, que segundo o prefeito será distribuído aos mais carentes.  O prefeito disse que no último mês, os moradores da cidade pantaneira compraram cerca de 20 mil caixas de Ivermectina nas farmácias, inclusive ele, que toma o vermífugo a cada 15 dias para evitar  o contágio.

Sobre o chamado kit covid, Francis Maris comentou que desde que os médicos passaram a prescrever as medicações para tratamento precoce, incluindo a cloroquina, os índices de internação em UTI têm reduzido e tem aumentado o percentual de recuperados da doença.

“Tem evolução sim. Temos vários exemplos, como em uma casa onde seis  pessoas tomaram o kit e uma recusou. Essa ficou mal foi transferida para Campo Grande, pelo plano de saúde, e morreu e os outros seis (que usaram a medicação) não foram nem para o hospital. Então está provado que salva as pessoas”, disse.

Francis Maris também ressaltou que durante meses os médicos resistiram em prescrever as medicações, por falta de comprovação científica, mas diante de relatos de pacientes que melhoraram a maioria passou a aderir ao uso do kit que é distribuído pela Prefeitura.

“No início o grande problema foi aquela briga da Globo com o Bolsonaro e os médicos não queriam  usar. Até a semana passada tinha médico que não queria usar e fiz notificação mandando a eles e eles dizendo que não tem estudo  científico que comprova a eficácia eu disse não importa está salvado vidas, nós temos testemunhos toda hora que está salvando”, revelou.

O kit usado em Cáceres contém Ivermectina, Cloroquina, Azitromicina, Dipirona e anti-inflamatório.

Comentários estão fechados.