Pinheiro aponta ‘falta de princípios’ e registra B.O. contra delegado

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), registrou boletim de ocorrência contra o delegado Luiz Henrique Damasceno, diretor-adjunto da Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor), após uma postagem do policial nas redes sociais.

O delegado publicou o techo de um curso que ele ministra sobre Direito Penal, com uma imagem que o prefeito entendeu como indireta para ele.

No dia 8 de julho, no Instagram, o delegado Damasceno divulgou um trecho da aula, em que aparece uma imagem sobre lavagem de dinheiro. Na imagem, o delegado mostra lugares onde criminosos poderiam guardar o dinheiro. Entre elas, aparece um paletó, como sugestão para esconder recurso roubado.

O prefeito registrou o boletim de ocorrência na tarde de segunda-feira (13). “O delegado Luiz Henrique Damasceno, responsável por um órgão investigativo de Mato Grosso, publicou uma imagem que associa a minha pessoa ao crime de lavagem de dinheiro, ensinando ao público, em sua maioria estudantes, que não fica configurado lavagem de dinheiro se você esconder o dinheiro no paletó, além de criar uma figura de liguagem que associa algo diretamente a minha pessoa”, diz o prefeito, na narrativa do B.O.

Além disso, Pinheiro acusa o delegado de imparcialidade. “O mesmo vem desmoralizando os próprios princípios de sua atuação, o qual deve ser configurado por sua imparcialidade e não opinião subjetiva. Considerando que foi dado publicidade através das mídias sociais do agente, além da repercussão ampliada por reportagens jornalísticas, venho realizar o registro dessa ocorrência”

.Delegado Luiz Henrique Damasceno

Comentários estão fechados.