Cuiabá instala novos abrigos de ônibus

Os serviços de reforma e implantação de novos abrigos de ônibus continuam. Até o momento já foram instalados cerca de dezoito estruturas, já nos moldes contratados, a fim de oferecer segurança e maior comodidade aos usuários do transporte coletivo. Neste momento, os trabalhos estão sendo finalizados ao longo da Avenida Fernando Corrêa da Costa, nas proximidades da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e na região da rodoviária Eng. Cássio Veiga de Sá, próximo a nova passarela.

Como forma de adiantar o processo, em vários locais já foram executados os serviços de fundação para preparação do local e em seguida receber os abrigos. Os novos modelos contam com placas solares. A expectativa é de que até o final da semana sejam entregues mais dez em diferentes pontos da cidade.

“Cuiabá está vivendo um momento ímpar no que tange a mobilidade urbana. Trata-se do maior projeto de remodelagem dos pontos de ônibus espalhados no município da gestão Emanuel Pinheiro”, pontuou o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo.

Em seguida, as instalações serão executadas na região da Prainha, toda extensão da Avenida Tenente Coronel Duarte, Praça da República e toda área central da cidade. Nos bairros mais distantes também serão operados os serviços de reforma, troca e ou implantação de pontos de parada de ônibus.

“A Semob, juntamente com a empresa que foi contrata para operacionalizar os serviços, está trabalhando para concluir os serviços o mais breve possível. No entanto, por conta da pandemia, alguns atrasos estão ocorrendo por conta de afastamento de funcionários. Ainda assim, todos os esforços estão sendo concentrados para atender mais essa determinação do nosso prefeito Emanuel Pinheiro”, destacou.

Antenor informa que a demanda do município, nessa primeira fase, serão entregues 200 abrigos, sendo alguns reformados e outros implantados. “Essa nova etapa segue como base os conceitos de sustentabilidade e conforto aos usuários que utilizam o transporte público em Cuiabá. É uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro oferecer um serviço de qualidade, no que diz respeito a mobilidade urbana na Capital”, disse.

Conforme levantamento, Cuiabá tem hoje 800 abrigos de ônibus. No entanto, a necessidade, conforme a demanda de usuários do transporte coletivo é de dois mil abrigos, com isso a defasagem atual é de 1,2 mil. “É bem provável que não seja possível a implantação total dos abrigos citados na Ata, mas serão implantados em todos os locais de extrema necessidade. Iremos reformar aqueles que precisam de reformas, e nos locais que não existem abrigos iremos implantar. Nessa ata de registro existem quatro modelos disponíveis, de metragens distintas, sendo alguns com placas solares, conforme necessidade da região”, completou Figueiredo.

“Em quatro anos, Cuiabá vai receber 40 anos de progresso na mobilidade urbana. Temos como exemplo, a obra da passarela, toda iluminada, com elevadores panorâmicos e que estava parada há mais de vinte anos. Em quatro anos, a gestão entregou a população quatro viadutos. Isso é a marca da gestão humanizada que trabalha para atender os principais anseios da população”, concluiu.

Comentários estão fechados.