Secretário diz que MT está no pior momento da pandemia e que cidadão também é responsável pela Covid-19

(Por Só Notícias, Marco Stamm)

 

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, disse que se sente “impotente” diante da curva de crescimento do novo Coronavírus em Mato Grosso, que até ontem causou 250 mortes e contaminou 6.877. São 2.401 recuperados. A sensação, confessou, não é pela falta de investimentos do Estado, que em dois meses implantou mais leitos de UTIs nos hospitais do que já havia sido construído em toda história mato-grossense. O problema, na opinião do secretário, é agravado pela falta de sensibilidade da população em entender a gravidade da pandemia e não conseguir manter o distanciamento social mesmo quando pode ficar em casa. Ele criticou atitudes de pessoas que fazem “turismo” em shopping center e de médico que desacredita a doença.

“Infelizmente, você cidadão também é responsável por isso, você não está escutando o que estamos falando, você está preferindo correr o risco. Cada um corre o risco que quer e, depois, responde pelas suas atitudes. Eu já vi muita gente chorando, perdendo ente querido e arrependido porque não adotou os conselhos indicados. Teve gente que levou a Covid para casa, infectou mãe, pai e avô por negligência, porque não adotou as medidas protocolares. Só fazer critica a prefeito, a secretário, a governador, ao presidente da república, não ajuda. Cada um tem que fazer a sua parte neste momento”, alertou ao ser questionado por Só Notícias.

Sem citar nomes, Figueiredo criticou gestores que adotam a reabertura dos municípios num momento de crescimento dos casos de Covid-19 o que induz a população a negar a gravidade da situação e a frequentar, indiscriminadamente e em grupos, shoppings, supermercados e festas. “Estamos abrindo tudo no pior momento da nossa pandemia. Nós fechamos tudo muito cedo, quando não tinha quase muitos casos, e agora que a curva está ascendente e que a gente tem que segurar, estamos flexibilizando e abrindo tudo. Não existe milagre para isso, é aumentar o número de casos, é aumentar o número de infectados e vai aumentar o número de pessoas procurando assistência médica”, enfatizou.

O secretário também criticou pessoas que desacreditam na ciência e que propagam falsas informações tentando convencer a população de que a pandemia é uma farsa chinesa com fins comerciais e políticos. Ele citou até um médico como exemplo.

“Aqui em Mato Grosso, pasmem, tem médico que atua dentro de hospitais de referência gravando vídeo dizendo que esta pandemia é algo inventado, que é por interesse comercial de alguém, que é por interesse político de alguém. Será que as 223 [agora 250] mortes são inventadas? Será que as mais de 43 mil … nós já somos, se não me engano, o segundo país com maior número de óbitos no mundo … isso é uma invenção? E as pessoas, porque nós estamos classificados em penúltimo lugar no número de casos no país, acha que estamos tranquilos”, questionou.

“Infelizmente eu tenho que dizer para elas: muito provavelmente, esta será uma que vai ser infectada e poderá necessitar de uma assistência que possa vir a faltar, porque o país, o mundo, o estado e os municípios não estavam preparados para isso”, completou Figueiredo.

 

 

Fonte: https://www.sonoticias.com.br/politica/secretario-diz-que-mt-esta-no-pior-momento-da-pandemia-e-que-cidadao-tambem-e-responsavel-pela-covid-19/

Comentários estão fechados.