Liderança na região Sul critica Usina de Álcool e Açúcar que descumpre direitos trabalhistas

Sid Carneiro

Liderança política e funcionário público concursado na região Sul, Rosandro Moura se mostrou decepcionado com o tratamento recebido por 300 funcionários que foram demitidos recentemente de uma das maiores empresas no município de Jaciara, a Usina Porto Seguro. As demissões somam um total de 600 quando relacionadas às outros demitidos anteriormente e que estão na mesma situação.

Nesta terça-feira (16), os trabalhadores voltaram a manifestar suas insatisfações com o desrespeito da empresa para atualização dos pagamentos. “Acordos feitos no passado e no presente que não foram cumpridos pela empresa. Não é assim o tratamento dado aos trabalhadores”, avaliou Rosandro.

Há mais de quatro meses, os ex-funcionários negociam com a empresa via sindicato, os saldos de parcelas de um acordo, com a empresa para quitar as dívidas com os trabalhadores. A maioria dos demitidos são  trabalhadores que residem em São Pedro da Cipa, além de Jaciara e Juscimeira.

“300 funcionários demitidos e mais que o dobro de funcionários que aceitaram acordos que não foram honrados no prazo estabelecido, conforme a lei”, observou Rosandro.

Segundo ele, a empresa comete atitude desrespeitosa com os trabalhadores que reclamam a falta de dinheiro para atenderem as famílias. “Paguem os trabalhadores e façam o determina a lei trabalhista”, reivindicou Moura.

Rosandro apelou à Justiça para que revejam os acordos que a empresa não cumpre com os trabalhadores. “Justiça, ajude essas pessoas que precisam levar o sustento para dentro de casa. Não pedem nada mais do que o direito delas. O trabalhador não pode ser tratado dessa maneira. Isso é uma vergonha para todos nós”, afirmou.

Segundo Rosandro, o grupo Porto Seguro não pode omitir qualquer tipo de informação aos trabalhadores que não sabem o motivo para a suspensão dos pagamentos que foram acordados na Justiça. “Esse grupo tem que falar com os trabalhadores e assegurar os direitos dos trabalhadores”, disse.

Rosandro aproveitou para convocar a classe politica do município à luta dos trabalhadores, que tem recebido o apoio do deputado estadual e ex-prefeito de Jaciara, Max Russi (PSB) e do prefeito Abdo Mohammad e de alguns vereadores. O deputado, que também esteve presente na manifestação cobrou e alertou as autoridades de órgãos trabalhistas, a angústia dos trabalhadores no Plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Comentários estão fechados.