Comitê de enfrentamento suspende o funcionamento de serviços não essenciais em Chapada

O Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá) suspendeu o funcionamento de serviços considerados não essenciais a partir desta segunda-feira (15). A medida foi tomada por conta do alto número de contaminação pelo vírus e a falta de leitos de Unidade de Saúde Intensiva UTI) em Mato Grosso.

O promotor de Justiça e representante do Ministério Público do Estado no Comitê, Leandro Volochko, explicou que a decisão foi baseada em critérios técnicos relativos à saúde. Destaca ainda que o Laboratório Central do Estado de Mato Grosso (Lacen-MT), – que realiza os exames da covid-19 -, aumentou o tempo de espera para a entrega de resultados no município de Chapada. Antes o prazo máximo era em 72 horas e agora são de 10 a 15 dias.

“Isso significa que ficaríamos no escuro sem saber quais casos estariam confirmados no período muito grande e, portanto, o comitê acabou tomando essa decisão […] Sabemos dos efeitos que isso trará, mas o objetivo é proteger o povo chapadense e fazer com que todos possam passar mais rápido possível por esta situação”, destaca.

Neste sábado (13), o Comitê volta a se reunir virtualmente para deliberar sobre quais serviços essenciais poderão funcionar. Nos próximos 15 dias uma nova reunião será realizada para reavaliar a situação.

Comentários estão fechados.