Vereador tucano discute sobre eleições municipais e afirma que não será candidato

O deputado tucano Wilson Santos, em conversa com o jornalista Edivaldo Ribeiro, na última terça-feira (2), revelou alguns possíveis candidatos à eleição municipal e ainda discutiu sobre os recursos recebidos por Cuiabá para combate à pandemia, sobretudo, voltando a falar, inclusive, em eventos que marcaram o século XX, como, por exemplo, a Gripe Espanhola.

O parlamentar ainda afirmou com exclusividade ao O Bom da Notícia que não disputará as eleições neste ano. No entanto, dará apoio ao empresário e proprietário do Grupo Gazeta de Comunicação, João Dorileo Legal e do deputado Luiz Carlos, ambos do PSDB. “Já disputei quatro vezes a Prefeitura de Cuiabá. Estou satisfeito e em uma idade que devo colaborar e ajudar. Poderia continuar fazendo oposição ao governo Mauro, mas resolvi somar”, conta Wilson.

Questionado sobre candidatos à eleição municipal, o deputado citou o nome do prefeito emedebista Emanuel Pinheiro, em possível reeleição. Assim como, o deputado Lúdio Cabral e Julier Sebastião (PT), Maestro Fabrício Carvalho (PDT), o vereador Abilio Junior (Podemos) e Felipe Wellaton (Cidadania). Wilson acredita que Cuiabá terá cerca de 8 candidaturas que garantirá o segundo turno.

O parlamentar ainda afirmou com exclusividade ao O Bom da Notícia que não disputará as eleições neste ano

Já em Várzea Grande, o deputado acredita que o vice-prefeito do município, José Hazama, se candidate, ou Kalil Baracat, além de Flávio Vargas (PSB). Wilson não acredita que Várzea Grande possa ter segundo turno.

Durante o ‘bate-bola’, o parlamentar ainda falou sobre as medidas que o Emanuel tem tomado em relação ao combate da covid-19, dizendo que “Cuiabá e Campos Grandão são as capitais brasileiras com menos casos de contaminação e óbitos”. Assim, em questão do enfrentamento do novo coronavírus, tanto Emanuel quanto o governador Mauro Mendes têm demostrado boa condução.  

No entanto, o prefeito Emanuel Pinheiro tem sido alvo de críticas e sendo questionado sobre o dinheiro que recebeu dos cofres públicos, se está sendo usado, realmente, para enfrentar a covid-19 na Capital. Assim, Wilson sugere que Pinheiro crie um comitê para que as demais autoridades e população possam acompanhar os gastos do dinheiro.    

Voltando a falar sobre a pandemia, Wilson lembra ainda da Gripe Espanhola [também conhecida como gripe de 1918, uma vasta e mortal pandemia do vírus influenza], entre outros eventos que marcaram o século XX.

“É uma experiência que a nossa geração nunca viveu. Uma peste como essa, Cuiabá só viu entre 1918 e 1920. O remédio usado nessa época é o mesmo que estamos usando hoje, sendo o isolamento social. Para a Gripe Espanhola, levamos 13 anos para descobrir uma vacina. Hoje em dia, com equipamento e aparelho, dentro de 1 ano e meio teremos a vacina”, conta.

O parlamentar ainda opinou sobre a politicagem que estão fazendo em meio à pandemia. “Entre o segmento político e economista, vamos ficar com os cientistas. Eles estudaram para isso! Eu sei que estamos passando por apertos e alguns vão ter dificuldades, mas sei que o governo acabará ajudando todo mundo”, conclui.

Além disso, Wilson também falou de seis grandes exemplos da social-democracia, sendo elas, as duas grandes guerras mundiais, a queda do comunismo, o surgimento da venda nas rendas da questão ambiental, a possibilidade da destruição do planeta e a social-democracia capitalista que elevou a patamares.

Bom da noticia

Comentários estão fechados.