Sem viabilizar chapa alternativa, Lúdio diz que vota contra Botelho

O deputado de oposição Lúdio Cabral (PT) confirmou não ter conseguido montar uma chapa alternativa ao projeto de reeleição do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), que irá para seu terceiro mandato como líder do Poder Legislativo.

Apesar de enxergar 14 insatisfeitos com a falta de alternância nos cargos de comando da Casa, Lúdio disse que a “provocação” não surtiu efeito nos colegas. Ele pedia alternância de poder nos cargos e uma Mesa Diretora independente em relação ao Governo do Estado.

“Embora haja hoje uma maioria de deputados descontente com esse formato de Mesa Diretora, por mais que eu tenha provocado os colegas, não consegui produzir nenhum movimento neles que alterasse o formato da chapa apresentada ou permitisse uma chapa alternativa”, disse ao MidiaNews.

O parlamentar afirmou que votará contra a reeleição da atual Mesa, que deve ter pouca ou nenhuma alteração.

Além de Botelho, a chapa deve contar com a deputada Janaina Riva (MDB), como vice-presidente da Casa, e Max Russi (PSB), como primeiro-secretário. Ambos os cargos já são ocupados por eles atualmente.

“Em um cenário desses, que terei que dizer sim ou não, direi não. Nada contra os deputados da chapa, mas para reforçar minha posição de que precisávamos de alternância no poder interno e uma Mesa com uma relação mais independente ao Governo”, afirmou.

O Partido dos Trabalhadores deve se reunir ainda até esta terça-feira (9) para deliberar sobre como a bancada irá votar na eleição interna, que ocorre nesta quarta-feira (10).

Além de Lúdio, o partido conta com Valdir Barranco, que é atualmente terceiro-secretário e almeja se manter na Mesa Diretora.

Terei que dizer sim ou não, direi não. Nada contra os deputados da chapa, mas para reforçar minha posição

 

 

Comentários estão fechados.