Prefeito libera shoppings, restaurantes e bares e diz: a cidade fez o dever de casa

(Por Andhressa Barboza e Patrícia Sanches, do rdnews)
Emanuel Pinheiro durante Live
Prefeito Emanuel Pinheiro, durante live realizada hoje, anunciou o afrouxamento de restrições. Gestor ressalta estabilidade no crescimento da Covid-19

Os shoppings, bares e restaurantes de Cuiabá poderão reabrir. O anúncio foi feito pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) nesta quinta (28). Os shoppings poderão funcionar, a partir de quarta (3 de junho), das 14h às 22h (segunda a sábado) – com apenas 30% da sua capacidade até 30 de junho, podendo aumentar para 50% depois. “Achatamos a curva e, com isso, tivemos tempo para preparar o setor de saúde”, disse, reforçando que a Capital fez o dever de casa.

O Shopping Popular também reabre quarta, funcionando de 9h às 17h, por ser parecido com o comércio varejista, mas tem as mesmas restrições que os demais shoppings, podendo funcionar com apenas 30% da capacidade até 30 de junho. Além disso, só poderá abrir 50% dos box.

Bares e restaurantes, incluindo os que atuam dentro dos shoppings, podem retomar as atividades em 8 de junho, de terça a domingo, das 11h às 15h e das 18h30 às 23h (almoço e janta). Os músicos podem trabalhar em bares e restaurantes, mas devem se limitar apenas a 2 profissionais, sendo proibida a presença de bandas com vários integrantes.

Todos os estabelecimentos devem seguir as medidas de segurança, higienização e os representantes vão assinar um termo de compromisso com a prefeitura. Quanto às academias, feiras e clubes ainda serão tema de decretos na próxima semana.

A Capital passa por restrições há 80 dias e, desde maio, tem retomado as atividades em alguns setores. A preocupação do prefeito é quanto à evolução dos casos no interior. Diante disso, ele pede que o governo faça a lição de casa porque “quando eles agravam, vêm para Cuiabá”.

Emanuel garante ainda que as ações estão sendo tomadas com aval de bases técnicas e científicas, indicadas pela comissão que discute a crise. “A reabertura vai ser monitorada pela prefeitura que vai avaliar a cada semana a evolução da doença”. Ele disse, várias vezes que, apesar do aumento no número de casos, há uma “estabilidade”.

Segundo o prefeito, “os números vão continuar crescendo, mas de forma controlada, tivemos tempo de preparar o setor da saúde para cuidar dos casos”. Ele ainda considera que é preciso pensar a longo prazo, “falar nos próximos 6 meses ainda é uma visão curta”.

Em um desabafo, diz que foi muito atacado, mas entende os riscos políticos que vieram com as medidas de restrição.

Retomada gradual

Parte do comércio começou a reabrir há um mês, em 27 de abril. O decreto nº 7.886, determinou o retorno apenas do comércio varejista e atacadista com funcionamento das 10h às 16h.

Já para o setor de gêneros alimentícios, o horário determinado é de 6h30 às 21h. Apenas as padarias podem atender das 6h às 19h. As conveniências de postos de combustível e distribuidoras de bebidas, funcionam das 8h às 19h, de segunda a sexta, e das 8h às 13h, em sábados, domingos e feriados.

Em 4 de maio retornaram as atividades de prestação de serviço, como clínicas de estética, salões de beleza, escritório de contabilidade e de advocacia, entre outros. O funcionamento é das 8h às 14h. A indústria voltou a atuar em 11 de maio e o setor garantiu funcionamento estendido desde que mantenha apenas 50% da capacidade de trabalhadores no local.

 

 

Fonte: https://www.rdnews.com.br/coronavirus/prefeito-libera-shoppings-restaurantes-e-bares-e-diz-a-cidade-fez-o-dever-de-casa/128756

Comentários estão fechados.