Jovem encontrada morta nos fundos de kitnet estava sem calcinha e com os seios à mostra

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) continua investigando a morte de Anna Alessandra Siqueira Marcelino, 21 anos, encontrada morta nos fundos de uma kitnet, no fim da manhã de domingo (17). Segundo a Polícia Civil, a vítima foi localizada sem calcinha e com os seios à mostra. Diante disso, os agentes suspeitam que a vítima possa ter sido estuprada antes de ser morta.

O corpo de Anna foi encontrado pelo proprietário do espaço. O homem foi ao local para cobrar o aluguel de um dos moradores. Ao chegar à residência, o homem bateu palmas diversas vezes, mas o morador não abriu as portas. Diante disso, ele resolveu entrar.

Ao chegar à parte do fundo, a testemunha encontrou o corpo da mulher embaixo de alguns materiais para construção.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima estava sem calcinha e com a roupa levantada até os seios. Os policiais ainda disseram que o cadáver estava sob um palete de madeira e pedras.

Durante trabalhos iniciais, os agentes constataram que a residência não tinha sinais de arrombamento, o que indica que o possível assassino tinha acesso ao imóvel.

Além disso, a kitnet não tinha móveis, mas havia vestígios de sangue e maço de cabelo. Os policiais investigam também se a vítima estava grávida.

O corpo da jovem se encontra no Instituto Médico Legal (IML) para ser realizado exame de necropsia. O laudo apontará se a vítima foi estuprada antes de ser morta.

O caso está sendo investigado pela delegada Eliane Morais. Até a publicação da matéria, o assassino não havia sido preso.

Comentários estão fechados.