Assessora de Avalone testa positivo para Covid-19 e casos na Assembleia chegam a 6

A Assembleia Legislativa já tem seis casos confirmados da Covid-19. A última a testar positivo foi uma assessora do deputado Carlos Avalone (PSDB), que teve contato com mais dez pessoas no gabinete. Todos estão em isolamento.

Nesta segunda-feira (18), três novos servidores testaram positivo: a assessora de Avalone, e funcionários dos núcleos social e econômico da Casa. Além deles, outros três já estavam confirmados desde a semana passada: o deputado Paulo Araújo (PP) e dois servidores dos núcleos de meio ambiente e contratos.

De acordo com Avalone, ele já fez três testes. Dois deram negativos e ele aguarda o resultado do terceiro. “Todos do gabinete estão em isolamento. Eu não tive contato com essa servidora, diretamente, mas também já fiz um novo exame e estou aguardando”, afirmou ao Única News.

No gabinete da presidência, do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), todos testaram negativo. Ainda assim, ele determinou desinfecção no local e todos os servidores estão em trabalho home office. Apenas três, considerados essenciais, estão indo ao prédio, mas sem manter contato e com as medidas de prevenção.

Na semana passada, tão logo o deputado Paulo Araújo testou positivo para a doença, Botelho determinou desinfecção por dois dias em todo o prédio. Na quinta e sexta-feira passada (14 e 15), o prédio ficou completamente fechado e as sessões foram realizadas remotamente.

Também foi determinado recesso administrativo até o dia 25 de maio. Neste período, todos os servidores voltam ao trabalho em regime home office.

As sessões plenárias ordinárias e extraordinárias, reuniões da Mesa Diretora, das Lideranças e das Comissões Permanentes e Temporárias estão mantidas, mas de modo remoto.

No plenário, só poderão entrar o presidente da Mesa Diretora, Eduardo Botelho, e os 1º e 2º secretários, os deputados Max Russi e Valdir Barranco, respectivamente. Nas Comissões, apenas o presidente de cada uma pode estar presente ou seu substituto. Todos os demais devem participar em plataforma online.

Cada gabinete só poderá ter, no máximo, três servidores presentes. Os deputados terão que enviar uma lista dos funcionários essenciais à Coordenadoria Militar da Assembleia. Da mesma forma, gestores de outros setores da Casa também devem listar aqueles que são considerados essenciais.

Comentários estão fechados.