Misael chama Abílio Jr de ‘Capim Dourado do Campo’ e avisa que Câmara vai recorrer

O presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão (PTB), avisou que o legislativo vai recorrer da decisão judicial que anulou o processo de cassação de Abílio Jr (Podemos) e lhe devolveu o mandato. A decisão é da última quarta-feira (6) e, desde então, Misael tornou-se alvo de ataques contínuos de Abílio, que o acusou de se “esconder” para não ser notificado.

“A Procuradoria da Câmara vai recorrer na hora certa, sem desespero. Não vamos fazer nada no afogadilho, até porque o processo foi longo, cumpriu todos os itens, agora são dúvidas jurídicas que foram apontadas pelo Judiciário e eu respeito. Agora cabe à nossa Procuradoria, dentro de sua análise legal. Assim que a Procuradoria entender que estão sanadas todas as dúvidas do Judiciário, aí ingressaremos com recurso”, afirmou.

Misael realizou coletiva de imprensa online nesta terça-feira (12) para apresentar esclarecimentos sobre a situação. Chamando Abílio o tempo todo, com ironia, de “Capim Dourado do Campo” e “Príncipe das Águas Doces”, Galvão avisou que vai processar o colega, como pessoa física, pelos ataques sofridos.

“Todas essas fake news que você propagou da minha vida neste fim de semana, vou processá-lo. Já pedi para minha equipe jurídica tomar conta disso. Vou processá-lo! Chega! Chega! Chega de fake news com meu nome!”, avisou Misael.

Ele também pretende processar o advogado de Abílio, Fabrizzio Cruvinel, junto à OAB-MT, por ter ameaçado pedir um mandado de prisão contra ele por supostamente estar se escondendo da Justiça, evitando ser notificado e dar cumprimento à decisão.

“Vou fazer uma denúncia por escrito na OAB e, se couber, também uma ação judicial contra o advogado do ‘Capim Dourado do Campo’. Falar que ia buscar mandado de prisão para o Misael? Companheiro, leia a decisão do juiz. Mentir, plantar informação que não é verdade. Xô, fake news. Vou entrar com processo. Não tem conversa! Vai ser processado!”.

Segundo o presidente, Abílio se sente o “Capim Dourado do Campo” ao achar que “tudo é dele”, “que o mundo gira em torno dele”.

“Fui vítima de diversos atos de denunciação caluniosa e covardes, que venho recebendo desde o final de semana, de forma irresponsável e inconsequente, desrespeitosa, manipuladora, vitimista e oportunista do vereador Abílio Júnior, que se acha o Capim Dourado do Campo. Tudo é dele, tudo é ele”, disse.

Entenda

Abílio Jr foi cassado pela Câmara de Cuiabá no dia 6 de março deste ano, na sessão plenária mais longa do legislativo cuiabano, que durou 14 horas. Ele foi cassado por quebra de decoro parlamentar, abuso de prerrogativa e calúnia. Desde então, tenta reverter a situação judicialmente.

Na quinta-feira da semana passada (7), o juiz Carlos Roberto de Barros Campos, da 4ª Vara de Fazenda Pública de Cuiabá, anulou o processo de cassação e devolveu o mandato a Abílio. A partir daí, bastava Misael Galvão ser notificado e dar cumprimento à decisão.

No entanto, Misael esteve na Câmara de Cuiabá apenas na quinta-feira de manhã e, segundo explicou na coletiva de imprensa, se afastou para um compromisso familiar que já estava agendado. Na sexta, a Câmara não teve sessões, pois passou por processo de dedetização.

Nessa segunda-feira (11), o próprio Misael entrou em contato com o oficial de justiça e pediu para ser notificado, dando imediato cumprimento e reempossando Abílio.

No entanto, até que saísse a notificação, foi alvo dos ataques de Abílio, que chegou a ir em sua casa, no bairro Dr Fábio, e filmar sua família. Segundo Misael, sua esposa estava no banho.

“Muito triste! Você que é pai você, que é mãe de família, que é esposa, que é filho. Se você fosse exposto por consequência do seu trabalho, na sua casa, a irresponsabilidade. Não esperaram nem a minha esposa, que estava no banho, mas se contentaram em expor minha casa e colocar minha família nas redes sociais”, lamentou Misael.

Comentários estão fechados.