Invasão de cachoeiras em Nobres pode resultar em prisão

A comunidade municipal também deve conhecer a proibição de acessos

Na manhã deste dia 06 de maio de 2.020, em reunião no Gabinete Institucional da Prefeitura Municipal de Nobres, representantes da RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural) através da Votorantim Cimentos estiveram com o prefeito Leocir Hanel e secretários municipais para avaliar uma situação inusitada e ilegal, a ‘invasão’ de pessoas à Cachoeira do Tombador e Cachoeira do Cabelo Duro.

Consta, conforme dados concretos e pormenorizados, que dezenas de pessoas estariam dentro da área que compreende a RPPN Tombador no último final de semana, entre os dias 1 e 3 de maio de 2.020, de feriado prolongado,  de acordo com constatação por imagens e veículos estacionados à margem da rodovia federal BR-163/364.

Diante dessa situação ilegal, quando há a proibição de invasão da área pertencente à RPPN Tombador, a pauta da reunião foi no sentido de se tomar as providências cabíveis, até em face do cenário extraordinário de pandemia e da possibilidade de transmissão comunitária do Corona Vírus (Covid-19).

Após a reunião, a ação conjunta definida foi pelas medidas a serem tomadas que parte de um sistema de sinalização da RPPN com placas, controle de acesso de pessoas com cercas e portão trancado por correntes e cadeados. As ações a serem implementadas incluem, acesso de veículos com matações de rocha, a intensificação da divulgação da proibição de acessos para todos os funcionários da fábrica através das integrações.

De sua parte, à Prefeitura de Nobres incumbe-se o envio de ofício a Polícia Rodoviária Federal para apoio com rondas na rodovia, nas proximidades de acesso as cachoeiras, do Tombador e do Cabelo Duro.

Ainda, segundo se apurou,  a Prefeitura e a Votorantim Cimentos, em conjunto com a Polícia Militar, realizarão inspeções planejadas nas cachoeiras. E uma ação complementar é proposta pela prefeitura no sentido de que a Votorantim Cimentos realize inspeções rotineiras e regulares nos finais de semanas nas cachoeiras que se encontram dentro da RPPN.

A comunidade municipal também deve conhecer a proibição de acessos através de palestras e comunicação com empresas operadoras de turismo, pousadas e hotéis, conforme foi convencionado naquela reunião.

De sua vez, a gestora da RPPN apresentou plano de ação para restringir acessos ilegais à Cachoeira do Tombador e começa com o reparo de cerca cortada no denominado Ponto 1, ou seja, no portão de entrada da RPPN. Uma segunda ação preventiva será o reparo da cerca no ponto 2, nas proximidades da ponte sobre o Rio Serragem.

A intensificação da divulgação da proibição de acesso à RPPN através da mídia local, empresas de turismo, pousada e hotéis. E ainda será possibilitado contato com a Secretaria Municipal de Fiscalização através do celular (65) 99253-0251 e Polícia Militar pelo (65) 9902-2708.

O prefeito Leocir Hanel avalia como positiva as medidas tomadas em conjunto e entende que a pronta disposição do gerente geral da Votorantim Cimentos, Orlando Araújo Silva, para a correção das atividades indevidas no âmbito da RPPN são positivas e salutares em relação ao momento em que vivemos, de se evitar aglomerações, e relativamente ao meio ambiente como um todo, evitando o mau uso.

 

 

fonte: http://www.mtagora.com.br/cidades/invasao-de-cachoeiras-em-nobres-pode-resultar-em-prisao/281175168

Comentários estão fechados.