Live de Bruna Viola arrecadou R$ 52,5 mil; 15 toneladas de alimentos e 1,5 mil máscaras

Os frutos colhidos da live solidária da Bruna Viola, ação idealizada pela Fecomércio-MT e que contou com apoiadores importantes, começaram a ser destinados às associações, casas de apoio, ONGs e instituições de Cuiabá e Várzea Grande. Ao todo, foram arrecadados 52,5 mil reais, 15 toneladas de alimentos, 200 refeições prontas, 1,5 mil máscaras de proteção facial e 50 higienizadores.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, disse que a união entre a cantora e a entidade possibilitou levar alegria para as pessoas que estavam em casa. “Mais que isso, nos propomos a fazer o bem, a ajudar o próximo. Por isso, contamos também com a participação de milhões de pessoas que assistiram a cantora e contribuíram com doações de alimentos e máscaras”.

Para o superintendente da entidade, Igor Cunha, o êxito em realizar a ação com uma artista local foi comprovado com os milhões de acessos nas páginas da cantora. “A ajuda veio, além dos apoiadores, de toda a população brasileira e conseguimos superar as expectativas. Agora é direcionar toda essa arrecadação às pessoas mais vulneráveis”, afirmou Igor Cunha.

A entrega de parte das doações ocorreu juntamente com o Sesc Mesa Brasil e as principais apoiadoras da live, a Eletro Fios e a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais (BPW Cuiabá), que juntas contribuíram com seis toneladas de alimentos.

Os alimentos viraram cestas básicas e as máscaras de proteção facial foram distribuídas em algumas entidades carentes como a Associação Acidente Vascular Cerebral de Cuiabá (AAVCC). “São 36 pessoas atendidas pela Associação e que receberão as doações”, disse o presidente da AAVCC, Orlando Serafim Oliveira.

Comunidades carentes, que antes eram assistidas pelo poder público e que hoje estão desamparadas, também serão beneficiadas pelo trabalho desenvolvido pela Associação Doadores de Si Mesmo, que recebeu 201 cestas básicas. A pastora Alviete Silveira, que dirige a Associação, atribui a Deus as ações que têm ajudado a igreja e essas comunidades.

A ONG Lírios, que atende mulheres vítimas de qualquer tipo de violência, também foi contemplada, assim como o Centro de Pastoral para Migrantes e o Lar dos Idosos São Vicente de Paulo, em Várzea Grande. “Essas doações vieram em momento oportuno, onde as pessoas estão refletindo sobre a vida e as que estão a nossa volta, as mais necessitadas”, afirmou a cantora cuiabana, Bruna Viola.

Outras entidades que desenvolvem um trabalho solidário e receberam doações foi a Associação Mães Unidas pelo Amor, que acolhe mães de todo o estado, que durante a gestação foram infectadas pelo vírus da Zika e tiveram filhos com microcefalia. A instituição que ampara mulheres com dependência química e também ajuda na reabilitação familiar (Irpamdeq) foi uma das contempladas, dentre várias outras.

Comentários estão fechados.