Na contra mão da crise: Misael “Gavião” mostra destreza e consegue mais benefícios, com carros alugados para vereadores de Cuiabá

Redação

Enquanto o presidente da República Jair Messias Bolsonaro (PSL) apresenta cortes nos repasses, alegando “Crise Financeira“, no mesmo caminho o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes Ferreira, do Partido Democrata (DEM) decreta até “Estado de Calamidade Financeira”, o presidente da Câmara Municipal de CuiabáMisael Oliveira Galvão (PSB) vive na contra mão do cenário econômico e apresenta uma gestão regada na luxúria, esbaldando-se com o dinheiro público.

Segundo informações de bastidores, o presidente da Câmara Municipal de Cuiabá,Misael Galvão está fazendo jus a alcunha que recebeu, agora ele é popularmente conhecido como “Misael Gavião”, porque está agindo com destreza, rapidez, em silêncio, e com um apetite voraz, assim como as aves de rapina.

Pelo que tudo indica, o presidente Câmara Municipal de Cuiabá terá que ministrar um curso de economia, tanto para o presidente Jair Bolsonaro, que já declarou que não é o seu forte, como também para o empresário e governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, já que os dois devem estar vivendo em um outro país, ou até mesmo outro planeta, que não conseguem gerir o dinheiro público da mesma forma que “Misael Gavião”.

Desde o princípio da gestão de “Gavião” que suas ações com o dinheiro público está chamando atenção:

1 – Quem não se lembra dos funcionários demitidos, e logo em seguida, a recontratação foi praticamente maciça.

2 – O lanchinho dos vereadores, que segundo um vereador, na gestão passada era custeado do próprio bolso e agora, a “Casa dos &*#@”, ou melhor, “Casa de Leis” oferece um verdadeiro banquete, com um custo milionário.

3 – Em resumo, agora os parlamentares que na sua maioria só falam amém para os Projetos do Poder Executivo Municipal, cometendo desvio de função, deixando de ser funcionário do povo, para ser funcionário do prefeito, receberão como “prêmio de boa conduta”, um carro, alugado pela Câmara de Cuiabá.

O assunto tomou conta das principais redes sociais, o povo da região da grande Cuiabá, está indignado e não fala em outra coisa, desta vez, o presidente da Câmara se superou e anunciou que estará alugando 32veículos, além de Van e Ônibus para ficar à disposição da Câmara Municipal de Cuiabá, desses 25 são veículos que serão destinados para os vereadores. Isso significa que a partir de julho a Câmara legislará sobre rodas.

O repasse da Prefeitura de Cuiabá para Câmara Municipal, é estimando em R$ 57 milhões, valor este que deve estar sobrando na Casa de Leis, já que é visível que dinheiro público não está sendo bem investido.

Para a população, alugar carro para vereadores que todos possuem o seu carro, sem falar dos salários de R$ 15.031, mais Verba Indenizatória de R$ 18.907, mais a Verba de chefe de gabinete de R$ 7.000, chegando ao total de R$ 40 mil por mês, o povo está questionando, será que este valor não da para o vereador custear o seu próprio meio de condução?

  • Mensalmente os vereadores recebem R$ 4.750.000 (de janeiro a dezembro, faça chuva ou faça sol).
  • Diariamente, R$ 158.333 (incluindo domingos, sábados, feriados, pontos facultativos e recessos).
  • Por hora, R$ 6.597,22 (incluindo as noites e madrugadas de todos os dias).
  • Por minuto, R$ 109,95 (independentemente de Piracema, vento forte, calor e frio).

Recebendo duas vezes pelo mesmo serviço

A finalidade da Verba Indenizatória, de R$ 18.907 é para custear as despesas dos serviços prestados pelo vereador, que cabe o pagamento de aluguel de veículos, como também, o abastecimento de combustível e manutenção, assim fica a questão, se o recurso já existe para esta finalidade, porque alugar veículos?

“Hoje, qualquer pessoa que passar pela Câmara Municipal de Cuiabá vai perceber os carros de luxos que tem por lá, não tem vereador andando de carro popular ou carro velho, todos tem condições, na sua maioria, são vereadores e empresários, todo mundo sabe da condições do vereador Juca do Guaraná, por exemplo, que só anda de carro importado, sem falar do próprio Misael, que é um dos maiores proprietários de lojas do Shopping Popular, será que esse pessoal tem mesmo a necessidade e utilizar carro alugado, gerando mais custo, se o dinheiro está sobrando, investe em Saúde, está faltando remédio para povo, se está sobrando dinheiro, investe em obras, em educação, mas não precisa jogar fora tanto recurso, com vereadores que mesmo na resta final do mandato, ainda não mostraram para que foram eleitos”, disse um cuiabano, morador do bairro Araés, que pediu para não ser identificado.

Os vereadores da “Oposição” já se manifestaram contrário a decisão do presidente da Câmara, nas questão do aluguel dos veículos, informando que vão abrir mão do veículos alugado, assim como esses vereadores fizeram, a população espera no mínimo uma atitude digna dos demais parlamentares cuiabanos.

Pelo que tudo indica, dinheiro na Câmara Municipal de Cuiabá não está faltado, já que o presidente, Misael “Gavião”, como está sendo chamado, está procurando formas para dar melhores condições para os seus colegas de trabalho, o que caracteriza desvio de função, já que ele foi eleito para buscar melhores condições de vida para o povo cuiabano, resta agora, os órgãos fiscalizadores como Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE/MT) e Ministério Público Estadual (MPE), até mesmo a Polícia de Mato Grosso investigar as condutas financeiras realizadas pela gestão do presidenteMisael Galvão. – (Lauro Nazario)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.