“Maior que a homenagem a Jaiminho, é a certeza de que este espaço servirá para a formação acadêmica, de ensino de milhares de crianças”

SENADOR E PREFEITA SÃO HOMENAGEADOS COM ESCOLA MUNICIPAL QUE LEVA O NOME DO FILHO JAIMINHO E OUVEM SOLICITAÇÕES DE SETORES ORGANIZADOS DO NORTE DE MATO GROSSO

Uma obra paralisada há cerca de seis anos que consumiu mais de R$ 1,8 milhão em recursos federais e municipais, a abertura de novos cursos de formação superior e a possibilidade de instalação de Varas da Justiça Federal levaram o Senador do Partido Democrata (DEM), Jayme Veríssimo de Campos, e a prefeita de Várzea Grande,Lucimar Sacre de Campos a cumprirem agenda de compromissos em Alta Floresta, 792 km de Cuiabá.

“Mais do que a correta aplicação de uma emenda de nossa autoria no valor de quase R$ 1,4 milhão em recursos federais, fica a certeza de que este espaço atenderá com educação de qualidade a crianças desta grande cidade que é Alta Floresta“, disse o Senador Jayme Campos emocionado pela decisão do prefeito Asiel Bezerra de Araújo do Partido do Movimento Democrático Trabalhista (MDBN), e da primeira-dama, Luzmaia Quixabeira, em homenagearem a Escola Municipal Princípio da Sabedoria com o nome do empresário local, Jaime Veríssimo de Campos Júnior, filho do Senador e da prefeita Lucimar Sacre de Campos, falecido em trágico acidente automobilístico em 2004.

“Jaiminho como era conhecido foi empresário do ramo agropecuário em Alta Floresta e um ser humano muito agradável e de muitas amizades“, disse o prefeito Asiel Bezerra de Araújo, para quem a homenagem é pequena, mas simbólica por reconhecer também os esforços do Senador Jayme Campos que em seu primeiro mandato alocou os recursos necessários para essa obra que ficou por muito tempo paralisada, mas agora se tornou uma realidade.

Localizada no Jardim Panorama, as obras lançadas em 2012 acabaram paralisadas por falta de repasses de recursos públicos e foram retomadas no ano passado (2018) e agora se tornaram realidade.

“Na segunda quinzena no mês de outubro de 2018, a prefeitura retomou a obra, desta vez por inciativa própria e sem repasses do governo. O grupo de reeducando do projeto Nova Chance assumiu as obras e concluiu a unidade, lembrando o efeito social deste tipo de ação por reinserção daqueles que por algum ou outro problema cumprem ordem judicial. A unidade segue os padrões exigidos pelo Ministério da Educação (MEC) e foi projetada para ofertar 120 vagas (por período) ou 240 (em dois turnos)“,disse o prefeito Asiel Bezerra.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos disse que “maior que a homenagem a Jaiminho, é a certeza de que este espaço servirá para a formação acadêmica, de ensino de milhares de crianças, homens e mulheres que no futuro também poderão ser importantes para a cidade, para as demais pessoas“, disse ela que presenteou a Escola Municipal com a foto de Jaiminho e um livro sobre sua trajetória.

Jaime Veríssimo de Campos Júnior, 27, era filho mais velho do ex-prefeito de Várzea Grande Jaime Veríssimo de Campos, morreu de traumatismo craniano após capotar seu carro na Avenida República do Líbano, às 2h28, quando saía da festa de casamento de sua irmã, Gisele Sacre de Campos, 24. Ele estava acompanhado de sua noiva, Larissa Neves, que teve ferimentos leves.

Presente a solenidade, o deputado estadual Romoaldo Júnior, ex-prefeito de Alta Floresta lembrou que tanto Jayme Campos como Jaiminho, como empresários e o primeiro como governador e como senador, sempre dedicou especial atenção para aRegião Norte de Mato Grosso.

“Foi no governo Jayme Campos que o sentimento de divisão perdeu força graças a presença forte do governo na prestação de serviços públicos nas áreas essenciais e foi assim sempre“, disse o parlamentar.

Os outros compromissos foram com a direção da União das Faculdades de Alta Floresta (Uniflor) que pleiteou um trabalho junto ao Ministério da Educação (MEC) para assegurar novos cursos de graduação para pedagogia, administração e ciências contábeis.

“Hoje muitos moradores de diversos municípios do Norte de Mato Grosso procuram graduação profissional nos municípios sedes como Alta Floresta e até mesmo Sinop, este a 320 km de distância, algo que torna o estudo oneroso e principalmente difícil, por isso a importância de se atender a solicitação da Uniflor que disponibilizando cursos atenderia moradores de pelo menos cinco municípios diretamente como Nova Bandeirante, Apiacás, Nova Monte Verde, Carlinda e Paranaíta e indiretamente as cidades de Colíder, Nova Canaã do Norte, Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Nova Guarita, Terra Nova do Norte, Matupá e Novo Mundo“, disse Jayme Campos em reunião com o reitor José Antônio Tobias.

Por fim, Jayme Campos esteve reunido com a seccional de Alta Floresta da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT) que formalizou a ele esforços no sentido de conseguir a implantação de uma Vara Federal na cidade que é o principal polo do Norte de Mato Grosso e em alguns casos do Sul do vizinho Estado do Pará.

“Vamos tentar construir uma solução conjunta entre a Justiça Federal, a OAB Mato Grosso e estes municípios da região de Alta Floresta para que este pleito importante seja levado adiante. Vou conversar com o presidente da OAB de Mato Grosso, Leonardo Campos para que juntos possamos, não apenas solicitar como também demonstrar a viabilidade e a necessidade de se ter um respaldo de uma Justiça Federal para fazer frente as demandas existentes em várias áreas“, disse o senador por Mato Grosso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.