Câmara de Cuiabá debate situação das barragens em Mato Grosso

Da Redação

Representantes dos municípios como Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Rio Branco, Santo Antônio do Leverger, do instituto Augusto Leverger e técnicos da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) se reuniram nesta sexta-feira (15) com os vereadores de Cuiabá para debater a situação das barragens instaladas em Mato Grosso.
A reunião aconteceu no plenário da Câmara de Cuiabá e foi presidida pelo vereador, professor e defensor do meio ambiente, Mario Nadaf (PV). Solicitada pela presidente do Instituto Augusto Leverger, Silvana Dias, a reunião segue o modelo dos encontros realizados em diversos municípios de Mato Grosso cujo intuito é de debater assuntos de interesse do Meio Ambiente, com foco nas barragens instaladas no estado.
Dados da Agência Nacional de Mineração (ANM) dão conta de que existem 31 barragens oficialmente registradas em Mato Grosso. Dessas, conforme o instituto, 14 tem potencial de médio risco e uma delas de alto risco. Trata-se da barragem BR Ismael, localizada em Poconé.
Silvana destacou que é necessário ter atenção redobrada no assunto visto o acontecido em Brumadinho (MG), quando a Barragem se rompeu e matou mais 160 pessoas. “A preocupação aumenta e é necessário buscar ajuda de todos os setores. Por isso, convidamos os vereadores do Município para discutirmos e procurarmos soluções para as barragens em risco, principalmente, a de Poconé”, disse a presidente.
Nadaf classifica a reunião como de fundamental importância para garantir a segurança dos munícipes . “Trata-se de uma reunião de organização, na qual juntamos vereadores de outros municípios que têm a mesma preocupação com a segurança e integridade física dos moradores. Precisamos averiguar por meio de laudos e pessoas especializadas quais são os riscos e de que forma pode ser feita a segurança da população em relação a essas barragens”, alertou o parlamentar.
“Agradecemos o vereador Mário e o presidente da Câmara, Misael Galvão (PSB), pelo convite por meio do instituto Augusto Leverger, que está preocupado com os municípios pantaneiros e de todo o Estado que têm cavas garimpeiras e operações mineradoras, em especial, as que possuem potencialidade de barragem. Viemos discutir esse assunto que é tão importante no momento. Nosso objetivo é criar comissões em cada cidade para o debate mais específico”, pontuou o vereador de Poconé, Walnei Rosa (PV).
Também estavam presentes na reunião o vereador Wilson Kero Kero (PSL), geólogos, Luis Carlos presidente da Câmara Municipal de Rio Branco,  vereador de Poconé, Walnei Rosa e a Vice Presidente da Câmara Municipal de Poconé, Meyrinalva Furtado .

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.